sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Doença de Alzheimer


Passados 100 anos da sua descoberta, estima-se que a doença de Alzheimer afecte actualmente mais de 70.000 doentes, apenas em Portugal.

Foi referida pela primeira vez em 1906 pelo médico alemão Alois Alzheimer, e trata-se de uma doença degenerativa caracterizada por alterações de memória e outras funções cognitivas, com instalação insidiosa e agravamento progressivo, lento e irreversível que leva a um declínio nas actividades profissionais, sociais, familiares e pessoais do doente.

Esta doença do cérebro de causa desconhecida, torna os doentes incapazes de realizar qualquer tarefa, perdem-se, deixam progressivamente de reconhecer os rostos dos familiares, ficam incontinentes e acabam na sua maioria acamados, sobrevivendo entre 2 a 15 anos.


Fonte: Trabalho realizado por alunos da UMA na Cadeira de “introdução às Ciências empresariais”

1 comentário:

ayel disse...

Ter realizado alguns trabalhos sobre a Doença de Alzheimer despertou-me para um "mundo dentro do mundo". E sensibilizou-me para muitas questões, problemáticas, dificuldades e realidades subjacentes que, antes, desconhecia.

Talvez por isso também tenha lido com outra sensibilidade "O Diário da Nossa Paixão", o que me fez tomar maior consciência de que o Amor e Carinho da presença da Família, nestas situações (em todas, aliás!), é essencial.